Menino filipino tem 300 dentes. Mesmo.


Radiografia panorâmica
Radiografia panorâmica

Tempos atrás falei de um rapaz indiano que, diziam, tinha 232 dentes. Na verdade ele tinha um odontoma composto, e não dentes em separado. Mas dessa vez a coisa é séria!

O jovem Johncris Carl Quirante, de nove anos de idade, tem hiperdontia, o que significa que ele tem dentes supranumerários. Nada de mais até aí… a surpresa está na quantidade dentes a mais que ele possui. Johncris, que é de Cebu, uma província das Filipinas localizada na região de Visayas Centrais, tem cerca de 300 dentes (!), segundo consta na reportagem da ABS-ABN News. Dos 300, 40 foram extraídos nesta quinta-feira. Pra que fique tudo ok (ou o melhor possível, dada a situação), serão necessárias mais sete intervenções cirúrgicas.

O caso desse menino é surpreendente – também – porque em até 86% dos casos de hiperdontia ocorre a presença de apenas um dente supranumerário, e em menos de 1% dos casos há 2 supranumerários. Imaginem 300!

Ok ok, desses 300 dentes, claro, 32 não são supranumerários… isso se considerarmos os terceiros molares já em formação. Mas mesmo assim, né gente?! 😉

Johncris Quirante
Johncris Quirante
40 dentes extraídos
40 dentes extraídos
Radiografia panorâmica
Radiografia panorâmica

A hiperdontia unitária ocorre mais frequentemente na dentição permanente e em cerca de 90% dos casos na maxila, com forte predileção pela região anterior. A região mais comum é a dos incisivos superiores, seguida pelos quartos molares superiores e quartos molares inferiores, pré-molares, caninos e incisivos laterais, respectivamente. Ainda que dentes supranumerários possam ser bilaterais, a maioria ocorre unilateralmente. Já supranumerários múltiplos com origem não-sindrômica ocorrem mais frequentemente na mandíbula.

O pequeno filipino, apesar de tudo, tem ido à escola normalmente, e já está no quarto ano. Ele pretende ser engenheiro civil um dia. Boa sorte, guri! 😉

Compartilhe:

Previous Estudo sugere que pequenas doses de radiação fazem bem!
Next Paciente é esquecido dentro de um tomógrafo!

1 Comment

  1. A
    18 de setembro de 2016
    Responder

    Parece que sempre tem essas anomalias em países pobres… Malásia, indonésia, índia… ?

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *